Suspensão das Atividades Escoteiras Presenciais

Escoteiros: os líderes do futuro

Uniselva participa do Desfile Cívico de 7 de Setembro

Bem-vindos ao Escotismo!

Uniselva conquista Grupo Padrão Ouro mais uma vez

Especialidade - Insígnia da Lusofonia – Escoteiro

Objetivo

A Insígnia da Lusofonia visa promover o conhecimento, o estreitamento dos laços, bem como o intercâmbio entre escoteiros dos países que integram a Comunidade Escoteira Lusófona (CEL): Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.

A Insígnia da Lusofonia oferece atividades específicas para o Ramo Lobinho, Ramo Escoteiro, Ramo Sênior e Ramo Pioneiro, conforme destacamos abaixo:

Ramo Lobinho: O que há cá, de lá.

Propiciar o conhecimento das diferenças e semelhanças entre os países que integram a CEL.

Ramo Escoteiro: Trazer o de lá para cá.

Propiciar o intercambio cultural com jovens de outro país lusófono.

Ramo Sênior: Entre Lá e Cá.

Propiciar a vivência da cultura de outro país da CEL.

Ramo Pioneiro: Conhecer de perto, viver uma viagem.

Organizar e executar uma viagem a outro país lusófono, tendo contato com a linguagem, e vivenciando seus aspectos culturais e geográficos.

Requisitos a serem cumpridos para conquista da Insígnia da Lusofonia

A insígnia oferece atividades que farão os jovens explorarem as seguintes dimensões: Escotismo, Cultura, Linguagem e Comunicação, e Geografia. Para conquistá-la o jovem deverá realizar a quantidade de atividades indicadas em cada dimensão.

Escotismo:

Realizar pelo menos duas, dentre as opções abaixo:

  • Aprender uma canção e ensiná-la à seção (via internet ou pessoalmente).
  • Preparar um prato típico da culinária mateira, que seja popular em outro país Lusófono, e que seja desconhecido dos Escoteiros do Brasil.
  • Participar de um Encontro Lusófono em um Jamboree.
  • Apresentar para sua Tropa como é o Escotismo em pelo menos 3 países Lusófonos (uniforme, distintivos, idades para ingresso, símbolo da associação, estrutura, etc).
  • Participar de um JOTA – Jamboree on the Air, comprovando os contatos realizados com outros escoteiros da CEL, por meio do “cartão QSL da estação” recebido.

Cultura:

Realizar pelo menos três, dentre as opções abaixo:

  • Fazer uma peça de artesanato de outro país lusófono;
  • Fazer um jantar completo para a sua patrulha com comidas típicas de outro país lusófono.
  • Fazer uma esquete baseada em uma lenda ou conto de um outro país lusófono.
  • Fazer um recital de poemas, poesias e declamações de outro país lusófono na seção.
  • Promover um sarau com músicas de bandas e artistas de outros países lusófonos que sejam cantadas em português.
  • Editar um vídeo com canções ou danças populares de outro país e divulgar para o Grupo Escoteiro.

Linguagem e Comunicação:

Realizar pelo menos duas, dentre as opções abaixo:

  • Acompanhar as principais notícias de um site de notícias ou jornal de outro país Lusófono, por pelo menos duas semanas, e apresentar uma coletânea para a sua Seção.
  • Ler um livro originário de outro país Lusófono e apresentar um resumo para sua Seção.
  • Entrar em contato com um jovem escoteiro ou escoteira de outro país da CEL (através da escrita) para produzir uma notícia de uma atividade que ele tenha realizado.
  • Entrar em contato com um jovem escoteiro, ou escoteira, de outro país da CEL, por meio de contato via radioamador, comprovando o contato com apresentação de cartão QSL ou correspondência, formal ou eletrônica, que contenha os dados do contato: data/hora, faixa/frequência e nomes/indicativos das estações envolvidas.
  • Participar de um Home-Hospitality, recebendo por pelo menos dois dias em sua casa, um escoteiro de outro país lusófono, relatando posteriormente a sua seção sua experiência com relação aos costumes do convidado e as dificuldades/facilidades de comunicação, bem como as características que temos em comum.

Geografia:

Realizar pelo menos duas, dentre as opções abaixo:

  • Organizar um mural sobre os países lusófonos e divulgar para a seção ou para o Grupo Escoteiro.
  • Pesquisar locais em outro país lusófono onde poderiam fazer trilhas, acampamentos, escaladas, travessias, etc e divulgar no site da seção ou do Grupo Escoteiro.
  • Pesquisar pontos turísticos em outro país lusófono e apresentar à seção.
  • Montar um quadro comparativo contendo as principais diferenças de clima, flora, fauna e relevo de pelo menos 3 países lusófonos.

Concessão

Atendidas as exigências estabelecidas, a Diretoria da Unidade Escoteira Local, por proposta do Chefe de Seção, conferirá o direito de usar a Insígnia da Lusofonia, consoante as seguintes normas:

  • A Insígnia da Lusofonia pode ser conquistada a partir da Cerimônia de Integração;
  • A conquista da Insígnia da Lusofonia será assinalada pela outorga de um certificado próprio e do distintivo correspondente;
  • O distintivo da Insígnia da Lusofonia poderá ser usado no vestuário ou uniforme até ser substituído pelo mesmo distintivo nos ramos seguintes, ou até a saída do Ramo Pioneiro.